Voltar Página inicial
Núcleo Cultural da Horta
NCH Quem somos História Estatutos constitutivos Estatutos actuais
Notícias
Biblioteca virtual Boletins do NCH Outras publicações
Livraria virtual Boletins do NCH Outras publicações Como comprar
Links relevantes

Colóquio Faial e a Periferia Açoriana nos séculos XV a XX teve como palco as ilhas do Faial e do Pico em Maio de 2006

As ilhas do Faial e do Pico acolheram, em Maio de 2006, a quarta edição do colóquio O Faial e a Periferia Açoriana nos séculos XV a XX, uma iniciativa conjunta do Núcleo Cultural da Horta, da Câmara Municipal da Horta e da Coordenação da Direcção Regional da Cultura na ilha do Faial.

O colóquio O Faial e a Periferia Açoriana nos séculos XV a XX, cuja primeira edição remonta a 1993, tem como objectivos estimular a investigação, o debate e a divulgação de temas de natureza histórica que incidam, essencialmente, sobre as ilhas de Santa Maria, Graciosa, S. Jorge, Pico, Faial, Flores e Corvo, aquelas que, por serem mais periféricas, têm sido, também, objecto de menos estudos.

Em 2006, o colóquio, que decorreu entre os dias 7 e 11 de Maio, teve como subtema No Bicentenário do Consulado dos E.U.A nos Açores: o Tempo dos Dabney, e incidiu nas seguintes seis áreas temáticas: Os Dabney e a Sociedade Açoriana do seu Tempo; Diplomacia, Comércio e Indústria; Sociedade, Comportamentos e Religiosidades; Poderes, Instituições e Quotidianos; População e Diáspora; e Ciência, Cultura, Artes e Património.

As sessões, de acesso livre e gratuito, decorreram nas ilhas do Faial (na Sala de Conferências do Hotel Fayal, dias 8, 9 e 10) e do Pico (na Sala de Conferências do Hotel Caravelas, na Madalena, e no Auditório Municipal, nas Lajes, dia 11).

Paralelamente ao colóquio, realizaram-se, ainda, diversas actividades culturais, com destaque para o lançamento de vários livros e para a Sessão Solene de Homenagem à Família Dabney, uma iniciativa conjunta da Câmara Municipal da Horta e da Direcção Regional das Comunidades, que teve como palco a Sociedade Amor da Pátria.

A Comissão Científica deste quarto colóquio foi constituída por Artur Teodoro de Matos, Avelino Freitas Meneses, José Guilherme Reis Leite, Luís M. Arruda, Maria Norberta Amorim e Ricardo Manuel Madruga da Costa, enquanto a Comissão Organizadora integrou Francisco Gomes, Jorge Costa Pereira e Margarida Barreto.

Esta quarta edição do colóquio O Faial e a Periferia Açoriana nos séculos XV a XX – as três anteriores ocorreram em 1993 (no Faial e no Pico), 1997 (no Faial e em S. Jorge) e 2002 (no Faial e nas Flores) – cumpriu o seguinte programa:

Domingo, 7 de Maio

15:30 - Passeio turístico à ilha do Faial oferecido pela Direcção Regional de Turismo.

19:30 - Abertura da Exposição de Desenhos de Samuel Longfellow, na Sociedade Amor da Pátria.

21:30 - Serão cultural no Hotel Fayal oferecido pela Câmara Municipal da Horta: actuação do Grupo Margens – reportório de Música Açoriana.

Segunda-feira, 8 de Maio

09:30 - Sessão de Abertura. Conferência de Abertura: António José Telo, Os Açores nas estratégias globais dos Estados Unidos da América, no Hotel Fayal.

11:00 - Joseph Abdo, D. Pedro IV e os Dabney – No caminho para Portugal.

11:30 - Miguel Moniz, “Across The Atlantic”: a eloquência etnográfica da Literatura de Viagens dos séculos XVIII e XIX sobre os Açores.

12:00 - João Afonso, Dabney’s da "Fayal Colony" pelos Açores Periféricos.

12:30 - Pe. Júlio da Rosa, A família Dabney e os laços da saudade e do carinho ao Faial e ao seu património familiar, que guardamos.

14:30 - José Guilherme Reis Leite, O Infante D. Fernando e os Açores – Uma Intervenção na Periferia.

15:00 - José Damião Rodrigues, “Off the Islands”: Os Açores no contexto da primeira expansão inglesa.

15:30 - Margarida Lalanda, O sistema de relações externas da Ilha das Flores no século XVII.

16:00 - Mário Viana, Posturas Municipais e Organização do Espaço nas Ilhas dos Açores (sécs. XVII-XVIII).

16:30 - Avelino de Freitas de Meneses, A Horta de finais de Setecentos. Aspectos económicos e sociais.

18:00 - Visita à Cedar’s House.

18:45 - Lançamento do opúsculo, em versão bilingue, Esboço histórico do Consulado Americano nos Açores, da autoria de F. Doty, na Cedar’s House.

Terça-feira, 9 de Maio

09:30 - José Miguel Sardica, O Faial na “Causa” da Liberdade: Contexto, Vivências e Contributos (1806-1834).

10:00 - Fernanda Enes, As tensões de poder no Liberalismo Vintista de expressão faialense.

10:30 - Margarida Vaz do Rego Machado, Relações comerciais entre S. Miguel e o Faial através da correspondência de um mercador de grosso trato micaelense.

11:30 - Jorge Ribeiro, O Faial no relacionamento Luso-Americano na primeira metade de Oitocentos.

12:00 - Paulo M. Rodrigues, As relações entre a Madeira e o Faial durante a primeira metade do séc. XIX - alguns aspectos.

12:30 - Fátima Sequeira Dias, O Porto da Horta através da correspondência da Casa Bensaúde no Faial.

14:30 - João Cosme, Nótulas sobre a Emigração Açoriana para o Brasil.

15:00 - Donald Warrin, Açorianos na Indústria Baleeira de Long Island, Estado de Nova Iorque.

15:30 - Paulo Lopes Matos, Os expostos do concelho das Velas da Ilha de S. Jorge: 1806-1874.

16:00 - Licínio Tomás / Ricardo M. Costa, Elementos para um retrato social da Vila da Horta em 1832.

17:00 - Maria Isabel João, Aspectos do Ensino e da Cultura no Distrito da Horta no séc. XIX.

17:30 - Nelson Veríssimo, A Inspecção Extraordinária às Escolas Primárias do Distrito de Angra em 1863.

18:00 - Luís Rodrigues, Os Estados Unidos em Santa Maria: O Acordo Luso-Americano de 1944.

21:00 - Sessão solene dedicada à Família Dabney, no Salão Nobre da Câmara Municipal da Horta: Lançamento do livro Saudades, de Frances Dabney, por Victor Rui Dores e José Francisco Costa, do Bristol Community College; Conferência sobre a Família Dabney, por Arthur Lothrop; Lançamento do III volume dos Anais da Família Dabney, editado pelo Instituto Açoriano de Cultura e Núcleo Cultural da Horta.

Quarta-feira, 10 de Maio

09:30 - Frank F. Sousa, Alfred Lewis e o Sonho Americano.

10:00 - José Bettencourt Gonçalves, Os Açores na Trilogia, “O Tempo e o Vento” de Erico Veríssimo.

10:30 - Francisco Cota Fagundes, As Três Subjectividades em “The Open Door” de Laurinda Andrade.

11:30 - Vamberto de Freitas, Garcia Monteiro: Das Margens à Centralidade Canónica Açoriana e Luso-Americana.

12:00 - Elisa Lopes da Costa, História, Memória e Sabedoria: Tempos e “Ditos que se dizem” em algumas ilhas açorenses.

12:30 - João Saramago, Deambulações das Palavras. Análise a alguns Atlas Linguísticos.

14:30 - José Manuel Fernandes, Dois núcleos urbanos antigos e periféricos dos Açores – De Vila do Porto em Santa Maria às Lajes das Flores, uma comparação.

15:00 - Jorge Paulus Bruno, Breve caracterização da Arquitectura da Água na Ilha Graciosa.

15:30 - Luís Arruda, Manuel Soares de Melo e Simas, militar, astrónomo e político. Abordagem à sua biografia.

16:30 - Onésimo Teotónio Almeida, Darwin nos Açores – de referências às ilhas à recepção da sua teoria no arquipélago.

17:00 - Jácome Bruges de Bettencourtt, A colecção de Arte Sacra de Francisco Martins Bettencourt.

17:30 - Carlos Lobão, Creio no Espírito Santo! A Festa no Concelho da Horta.

18:00 Lélia Nunes, Singrando Memórias - O Espírito Santo numa comunidade baleeira do séc. XIX.

18:30 - Sessão de lançamento dos seguintes livros na Sala de Conferências do Hotel Fayal: Ditos e Reditos. Provérbios da Lusofonia, de Elisa Lopes da Costa, com apresentação de Onésimo Teotónio Almeida; In Pursuit of Their Dreams: A History of Azorean Immigration to the United States, de Jerry Williams; e Sixty Acres and a Barn: A Novel, de Alfred Lewis, com apresentação de Frank Sousa.

Quinta-feira, 11 de Maio

09:15 - Sessão de Abertura na Madalena do Pico.

09:30 - Carlota Santos / Augusto Abade, Apelidos e Identidade. A população da ilha do Pico no contexto açoriano.

10:00 - Maria Hermínia Mesquita, Demografia Histórica e Reprodução Social em uma Paróquia do Sul do Pico.

11:00 - Rui Martins, Tipos, costumes e memórias de Oitocentos. Objectivas subjectivas nos Açores.

11:30 - Manuel Sílvio Conde, Apontamentos sobre a Assistência Caritativa nas ilhas açorianas de Santa Maria, Faial, Pico, S, Jorge e Graciosa.

15:30 - Sessão de Encerramento nas Lajes do Pico. Conferência de Encerramento: Maria Norberta Amorim, História das Populações Oitocentistas das Ilhas do Pico e do Faial. Perspectivas de um projecto em curso.

21:30 – Lançamento, na Sala de Conferências do Hotel Fayal, do opúsculo Mérito, Serviço, Nobreza e Influência: a importância biográfica do Duque de Ávila e Bolama, de José Miguel Sardica.

Última actualização a 02.07.2007 Voltar ao topo